sexta-feira, 27 de julho de 2012

PLEONASMO





Pleonasmo
Consiste na repetição de um termo ou ideia. A finalidade do pleonasmo é realçar a ideia, torná-la mais expressiva. Veja este exemplo:
A mim você não me deve nada.

Nesta oração, os termos " mim" e "me" exercem a mesma função sintática: objeto indireto. Assim, temos um pleonasmo do objeto indireto, sendo o pronome "me" classificado como objeto indireto pleonástico.



Você ainda há de chorar lágrimas de saudade.

"Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal." (Fernando Pessoa)

"E rir meu riso." (Vinícius de Moraes)

OBSERVAÇÃO:
Quando o pleonasmo deixa de ser um recurso de ênfase, torna-se um vício de linguagem, uma redundância . Exemplos:
O elevador está subindo para cima.( é possível subir para baixo?)
Precisamos refazer o trabalho tudo de novo.( o prefixo –re indica a ideia de repetição.)
Você precisa encarar o problema de frente.( dá para encarar de costas?)

Outros exemplos:
entrar pra dentro
sair pra fora
acabamento final
adiar para depois
linda caligrafia
conviver junto
conclusão final
conjuntivite no olho
decapitar a cabeça 
elo de ligação
encarar de frente
estrelas do céu
fraternidade humana
dar de graça
goteira no teto 
há  muitos anos atrás
 hepatite no fígado 
labaredas de fogo
metades iguais
monopólio exclusivo
novidade inédita
criar algo novo
países do mundo
 panorama geral
 pequenos detalhes
certeza absoluta
protagonista principal
 relação bilateral entre dois…
 sorriso nos lábios
 sua própria autobiografia
 surpresa inesperada
 viúva do falecido
minha própria autoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Turma do MARIO Dica para conjugar 5 verbos terminados em -iar que diferem dos demais com a mesma terminação. M ediar A nsiar ...