quinta-feira, 13 de junho de 2013

SAPO OU PRÍNCIPE?

Entre sapos e príncipes
Fragmento do texto de Rubem Alves( ADAPTADO)




       “Era uma vez um príncipe de voz maravilhosa que encantava a todas as criaturas que o ouviam. Seu canto era tão belo que seduziu até a bruxa que morava na floresta negra e que por ele também se apaixonou. Mas, diferente de todos os outros, que se sentiam felizes só de ouvir, ela resolveu cantar também. Que lindo dueto faremos, ela pensou. E logo se pôs a cantar.
      Acontece, entretanto, que bruxas não conseguem cantar afinado. Bastava que ela abrisse a boca para que dela saíssem os sons mais bizarros, que soavam como o coaxar de sapos e rãs. A vaia foi geral.
       A bruxa se encheu de uma inveja raivosa e lançou contra ele o mais terrível dos feitiços: Se não posso cantar como você canta, farei com que você cante como eu canto.
E o príncipe foi transformado num sapo. Envergonhado de sua nova forma, ele fugiu e se escondeu no fundo da lagoa, onde moravam os sapos e rãs. Ele ficou em tudo parecido aos batráquios. Menos numa coisa. Continuou a cantar tão bonito quanto sempre cantara. Mas desta vez quem não gostou do canto do novo sapo foram os sapos e as rãs que só sabiam coaxar. O canto novo soava aos seus ouvidos como coisa de outro mundo, que perturbava a concordância de sua monotonia sapal.
Severos, advertiram: “Quem mora com rãs e sapos tem de coaxar como rãs e sapos.”
 O príncipe-sapo fez cessar o seu canto e não teve alternativas: teve de aprender a coaxar como todos os outros faziam. E tanto repetiu que acabou por se esquecer das canções de outrora. Não, não se esqueceu não... porque, quando dormia, ele se lembrava e ouvia a música antiga proibida que continuava a se cantar dentro dele. Mas quando ele acordava, se esquecia. Mas não de tudo. Ficava numa saudade indefinível. Saudade, ele não sabia bem de quê. Saudade que lhe dizia que ele estava longe, muito longe do lar...”

Questões sobre o texto

1.    Qual o assunto do  texto?
2.     Escreva um pequeno texto resumindo a história.
3.    Que tipo de vida levava o príncipe antes e depois de ser transformado em sapo?
4.    As personagens desta história podem representar os seres humanos? Como isso acontece?
5.     Por que o príncipe-sapo não se libertou do feitiço?
6.    Ele poderia ter feito isso? Como?
7.    Escreva uma frase sobre uma pessoa que age como as personagens do texto
a)          bruxa
b)           príncipe
c)            sapos e rãs

     8.  Que outro final você daria para a história?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pronome relativo

Pronomes relativos Pronomes relativos são usados para retomar  um termo antecedente( já expresso anteriormente) Observe o exempl...