sábado, 26 de fevereiro de 2011

PONTUAÇÃO

Alguns casos de pontuação:
Para substituir a pausa e  entonação da linguagem oral, usamos os sinais de pontuação na linguagem escrita. Esses sinais são usados também para tornar mais clara a mensagem escrita e evitar duplo sentido.


Emprego dos principais sinais de pontuação.
1.PONTO (.)

A) Emprega-se o ponto para indicar o término de uma frase declarativa de um período simples ou composto.É utilizado:a. no final  de frase. Exemplo:
A leitura nutre a mente.
O projeto Tutela Educacional beneficia crianças e adolescentes.
 B) em abreviaturas.  Exemplo: Sr. (senhor), Sra. (senhora), Srta. (senhorita), pág. (página). Av.;
 V. Ex.ª
2. PONTO DE INTERROGAÇÃO (?)
É utilizado no fim de uma palavra, oração ou frase, indicando uma pergunta direta.  Exemplo: 
Quem é você? 
Quanto custa?
Por quê?
Onde?
Quando?

3.PONTO DE EXCLAMAÇÃO (!)
 É usado no final de frases exclamativas, depois de interjeições ou locuções.  Exemplo:
Ah! Adorei o presente.
Que lindo!
Isso é demais!
Boa sorte na viagem!


4. DOIS-PONTOS ( : ) usados nas seguintes situações:
a) iniciar a fala dos personagens: Ex.:
Então o rapaz respondeu:
- Estou apaixonado por você.

b) antes de apostos ou orações apositivas, enumerações ou sequência de palavras que explicam, resumem ideias anteriores.Ex.:
Meus amigos são poucos: Mário, Rodrigo e Gilberto.


c) antes de citação.Ex.:
Como já dizia Vinícius de Morais: “Que o amor não seja eterno posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure.”  

 5. RETICÊNCIAS ( ... )

a) indicar dúvida ou hesitação do falante.Ex.:
Sabe... eu  não sei se ele me ama... mas ...eu queria te dizer que...esquece.


b) interrupção de uma frase deixada gramaticalmente incompleta.
Ex.: - Alô... João está?- No momento não se encontra, quer deixar recado?


c) ao fim de uma frase gramaticalmente completa com a intenção de sugerir prolongamento de idéia.Ex.:
 “Sua tez, alva e pura como um foco de algodão, tingia-se nas faces duns longes cor-de-rosa...” (Cecília- José de Alencar)


d) indicar supressão de palavra (s) numa frase transcrita.Ex.:
“Quando penso em você (...) menos a felicidade.” (Canteiros - Raimundo Fagner) 
 6.PARÊNTESES ( ( ) )

a) isolar palavras, frases intercaladas de caráter explicativo e datas.Ex.:
 Na 2ª Guerra Mundial (1939-1945), ocorreram inúmeras perdas humanas.
"Uma manhã lá no Cajapió ( Joca lembrava-se como se fora na véspera), acordara depois duma grande tormenta no fim do verão. “ (O milagre das chuvas no nordeste- Graça Aranha)


b)Os parênteses também podem substituir a vírgula ou o travessão.
-Você está linda (a mais linda da festa) disse o rapaz apaixonado.

7. VÍRGULA ( , )

É usada para:
a) separar o vocativo. Ex.: Carlos, pode entrar agora.A escrita, meus queridos, revela as ideias.

b) separar alguns apostos. Ex.: Antonio, meu querido amigo, esteve aqui ontem.
c) separar o adjunto adverbial antecipado ou intercalado. Ex.: Chegando de viagem, procurarei por você.
As pessoas, muitas vezes, são falsas.
d) separar elementos de uma enumeração.Exemplo:
 No quarto dele, encontramos vários objetos: livros, discos, canetas, cadernos.
e) isolar expressões de caráter explicativo ou corretivo.Ex.: Amanhã, ou melhor, depois de amanhã começaremos a executar o projeto.
f) separar conjunções intercaladas.Ex.: Não havia, porém, motivo para tanta raiva.
g) isolar o nome de lugar na indicação de datas.Ex.: Itapira, 29 de janeiro de 2011.
h) marcar a omissão de um termo (normalmente o verbo).Exemplo: Ela prefere ler política e eu, futebol. (omissão do verbo preferir)

As orações e a vírgula
É utilizada nas seguintes situações:
a) separar as orações subordinadas adjetivas explicativas. Ex.: Meu aluno, de quem guardo ótimas lembranças, passou no vestibular.
b) separar as orações coordenadas sindéticas e assindéticas (exceto as iniciadas por conjunção .
c). Ex.: Acordei, tomei meu banho, comi algo e saí para o trabalho. Estudou muito, mas não foi aprovado no exame.

VÍRGULA ANTES DA CONJUNÇÃO "e"
Há três casos em que se usa a vírgula antes da conjunção

1) quando as orações coordenadas tiverem sujeitos diferentes.Ex.: Os professores fizeram um ótimo trabalho, e os alunos ficaram agradecidos.

2) quando a conjunção e vier repetida com a finalidade de dar ênfase (polissíndeto). Ex.: E chora, e ri, e grita, e pula de alegria.

3) quando a conjunção e assumir valor adversativo. Exemplo.
 Estudou muito, e  não foi aprovada.

c) separar orações subordinadas adverbiais (desenvolvidas ou reduzidas), principalmente se estiverem antepostas à oração principal.Ex.:
"No momento em que o tigre se lançava, curvou-se ainda mais; e fugindo com o corpo apresentou o gancho."( O selvagem - José de Alencar)

d) separar as orações intercaladas. Ex.: "- Senhor, disse o velho, tenho grandes contentamentos em  estar plantando..."
Observação:
Essas orações poderão ter suas vírgulas substituídas por duplo travessão. Ex.: "Senhor - disse o velho - tenho grandes contentamentos em estar plantando..."


CASOS EM QUE NÃO SE USA A VÍRGULA
Não se usa a vírgula para separar:
a) O sujeito do verbo. Exemplo:
Os alunos interessados devem fazer sua inscrição no PROUNI até o dia 25 de junho.
b) O verbo e seu objeto. Exemplo:
Visitamos a  Feira do Automóvel e compramos vários modelos.
c) adjunto adnominal de nome. Exemplo:
Meus amigos de infância sempre me visitam.
d) complemento nominal de nome. Exemplo:
As crianças costumam ter medo de fantasmas.
e) predicativo  do objeto. Exemplo:
Considero você inteligente.

8.PONTO-E-VÍRGULA ( ; )
a) separar os itens de uma lei, de um decreto, de uma petição, de uma sequência, etc.Ex.:
Art. 127 – São penalidades disciplinares:
I- advertência;
II- suspensão;
III- demissão;
IV- cassação de aposentadoria ou disponibilidade;
V- destituição de cargo em comissão;
VI-  destituição de função comissionada.
 ( cap. V das penalidades Direito Administrativo)

9.TRAVESSÃO: ( ─ ) usado para:

a) dar início à fala de um personagem.Ex.: O filho perguntou:
─ Pai, pode ajudar-me com a lição de matemática?
b) indicar mudança do interlocutor nos diálogos.
─Doutor, o que tenho é grave?
─ Não se preocupe, é uma simples infecção. É só tomar um antibiótico e estará bom.
c)Usado em substituição à virgula em expressões ou frases explicativas.Ex.:
Xuxa – a rainha dos baixinhos – será mãe.

10.ASPAS ( “  ” ) usadas para:

a) isolar palavras ou expressões que fogem à norma culta, como gírias, estrangeirismos, palavrões, neologismos, arcaísmos e expressões populares.Ex.:
Maria ganhou um apaixonado “ósculo” do seu admirador.
A festa na casa de Lúcio estava “chocante”.
Conversando com meu superior, dei a ele um “feedback” do serviço a mim requerido.

b) indicar uma citação textual.Ex.:
“Ia viajar! Viajei. Trinta e quatro vezes, às pressas, bufando, com todo o sangue na face, desfiz e refiz a mala”. ( O prazer de viajar - Eça de Queirós)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Turma do MARIO Dica para conjugar 5 verbos terminados em -iar que diferem dos demais com a mesma terminação. M ediar A nsiar ...