terça-feira, 22 de março de 2011

Interjeição

Interjeição

Interjeição é a palavra invariável que exprime emoções, sensações, sentimentos, estados de espírito, ou que procura agir sobre o interlocutor.

• Ah! Pode exprimir prazer, deslumbramento, decepção;
• Psiu! Pode indicar que se está querendo atrair a atenção do interlocutor, ou que deseja que ele faça silêncio.

Outras interjeições e locuções interjetivas podem expressar:

• Alegria: oh!, ah!, oba!, viva!;
• Dor: ai!, ui!;
• Espanto, surpresa: oh!, ah!, ih!, opa!, céus!, puxa!, chiiii!, gente!, hem?!, meu Deus!, uai!; aff
• Chamamento: olá!, alô!, ô!, oi!, psiu!, psit!, ó!;
• Medo: uh!, credo!, cruzes!, Jesus!, ai!;
• Desejo: tomara!, oxalá!, queira Deus!, quem me dera!;
• Pedido de silêncio: psiu!, calado!, quieto!, bico fechado!;
• Estímulo: eia!, avante!, upa!, firme!, toca!;
• Afugentamento: xô!, fora!, rua!, toca!, passa!, arreda!;
• Alívio: ufa!, uf!, ;
• Cansaço: ufa!


A compreensão de uma interjeição depende da análise do contexto em que ela aparece.
Quando a interjeição é expressa por mais de um vocábulo, recebe o nome de locução interjetiva.
Ora bolas!, cruz credo!, puxa vida!, valha-me Deus!, Se Deus quiser! Nem me fale!

Observações:

1. As interjeições são como frases resumidas, sintéticas.

Por exemplo:

Ué! = Eu não esperava por essa!
Perdão! = Peço-lhe que me desculpe.

2.Além do contexto, o que caracteriza a interjeição é o seu tom exclamativo; por isso, palavras de outras classes gramaticais podem aparecer como interjeições.

Por exemplo:
Viva! Basta! (Verbos)
Fora! Francamente! (Advérbios)

3.A interjeição é considerada palavra-frase, caracterizando-se como uma estrutura à parte. (sozinha pode constituir uma mensagem.)Não desempenha função sintática.

 Exemplo:
Socorro!
Ajudem-me!
Silêncio!
Fique quieto!

LOCUÇÃO INTERJETIVA

Ocorre quando duas ou mais palavras formam uma expressão com sentido de interjeição.
Por exemplo :


Ora bolas!     Quem me dera!       Virgem Maria!     Meu Deus!       Ó de casa!
Ai de mim!     Valha-me Deus!     Graças a Deus!       Alto lá!          Muito bem!

ATIVIDADES
1. Nos pequenos diálogos a seguir, substitua a fala do segundo interlocutor pela interjeição que julgar mais conveniente.
a) Parece que todo mundo vem à festa hoje à noite!
- Fico muito contente!
b) Finalmente chegamos ao fim da escalada!
- Estou bastante aliviado e satisfeito!
c) - Ele conseguiu bater dois recordes mundiais de natação apesar de ter ficado alguns meses sem treinar!
- Como estou admirado!
d) -Estou sentindo muita dor nas costas!


2. Que interjeição ou interjeições você usaria se:
a) abrisse a porta de seu quarto e nele encontrasse a mountain bike que estava querendo ganhar?
b) recebesse uma carta daquele(a) garoto(a) com quem 'ficou" nas últimas férias e de quem sempre sentiu saudades?
c) recebesse um boletim repleto de boas notas?
d) recebesse um boletim repleto de más notas?
e) ganhasse um bom dinheiro num concurso de redação?
f) seu time fosse campeão de futebol depois de vinte anos de espera?
g) seu(sua) namorado(a) ligasse para dizer que está tudo terminado entre vocês?
h) recebesse a notícia de que os vestibulares foram definitivamente abolidos?
i) visse uma barata?


3) Identifique as interjeições:
a) Puxa! Você nem olhou para mim na festa.
b) Tavinho, você não pode ficar um minuto sem televisão? Credo!
c) Temos a família reunida de novo. Viva!
d) Você vai conseguir. Força!

Respostas possíveis AQUI

Advérbio


Estudo do Advérbio 
Profundamente

Manuel Bandeira


Quando ontem adormeci
Na noite de São João
Havia alegria e rumor
Estrondos de bombas luzes de Bengala
Vozes, cantigas e risos
Ao pé das fogueiras acesas.

No meio da noite despertei
Não ouvi mais vozes nem risos
Apenas balões
Passavam, errantes

Silenciosamente
Apenas de vez em quando
O ruído de um bonde
Cortava o silêncio
Como um túnel.
Onde estavam os que há pouco
Dançavam
Cantavam
E riam
Ao pé das fogueiras acesas?

— Estavam todos dormindo
Estavam todos deitados
Dormindo
Profundamente.
 Observe os termos destacados no poema; eles expressam uma circunstância.
tempo, lugar, tempo,modo



Advérbio
Definição:
        Advérbio é uma palavra invariável que modifica o sentido do verbo, do adjetivo e do próprio advérbio, indicando determinadas circunstâncias de acordo com o contexto. ( intensidade, tempo, modo,causa, lugar, afimação, negação, instrumento,entre outras).

Crianças pequenas choram.
Crianças pequenas choram muito.
Note que "muito" modifica o verbo chorar, indicando intensidade.
Ou ainda:
Crianças muito pequenas choram a toda hora.( neste caso "muito" modifica pequenas(adjetivo)
Dormimos muito bem.( neste caso, bem modifica o advérbio muito)

Locução Adverbial

Locução adverbial é toda expressão formada por mais de uma palavra com valor de advérbio. Exemplo:
As notícias chegaram de manhã.( locução adverbial) 
As notícias chegaram cedo.(advérbio)

Classificação do advérbio e das locuções adverbiais

Como já dissemos, as circunstâncias expressas pelos advérbios são inúmeras, de acordo com o contexto.
As mais comuns são:

Lugar: lá, aqui, acima, por fora, etc.
Modo: bem, mal, assim, devagar, às pressas, pacientemente, etc.
Dúvida: talvez, possivelmente, acaso, porventura, etc.
Negação: não, de modo algum, de forma nenhuma, etc.
Afirmação: sim, realmente, com certeza, etc.
Intensidade: muito, demais, pouco, tão, menos, em excesso, etc.
Tempo: agora, hoje, sempre, logo, de manhã, às vezes, etc.
Instrumento : com a faca, a pauladas, com a caneta, com a ponta da vara, etc.
Meio de transporte: a cavalo, de carro, de avião, etc.
Assunto: sobre futebol, a respeito de culinária, sobre literatura, etc.
Causa: morrer de frio

• Palavras Denotativas

Existem palavras e locuções semelhantes aos advérbios, as palavras denotativas, que indicam ideia de:

Inclusão: até, mesmo, inclusive, etc.
Exclusão: só, apenas, menos,exceto etc.
Retificação: isto é, aliás, ou melhor, etc.
Explicação: por exemplo, ou seja, etc

Atenção!
A mesma palavra pode ser classificada como adjetivo ou advérbio , dependendo do termo a que se refere. Exemplo:

Ela fala áspero( advérbio modifica o verbo falar)
O chão da sala está áspero( adjetivo  modifica o substantivo chão)

O rapaz  falou alto.( advérbio)
O rapaz é alto.( adjetivo)

Na frase: ela sorriu largamente e lindamente, para evitar a rima na prosa, fica mais elegante assim:
Ela sorriu larga e lindamente.


ATIVIDADES


1. A palavra destacada tem valor diferente em cada uma das frases dos pares abaixo.
Classifique-a.
a) Faça isso direito!
Entrou pelo lado direito.
b) Pagou caro o carro em que desfila pela cidade.
É um carro caro.
c) Breve nos veremos.
O discurso do presidente foi breve.
d) Fale baixo!
O salário médio no Brasil é baixo.

Testes:
1.  Assinale a frase em que meio funciona como advérbio:
a) Só quero meio quilo.
b) Achei-o meio triste.
c) Descobri o meio de acertar.
d) Parou no meio da rua.
e) Comprou um metro e meio de tecido.


2) Só não há advérbio em:
a) Não o quero.
b) Ali está o material.
c) Tudo está correto.
d) Talvez ele fale.
e) Já cheguei.


3) Qual das frases abaixo possui advérbio de modo?
a) Realmente ela errou.
b) Antigamente era mais pacato o mundo.
c) Lá está teu primo.
d) Ela fala bem.
e) Estava bem cansado.


4) Classifique a locução adverbial que aparece em "Machucou-se com a lâmina".
a) modo
b) instrumento
c) causa 
d) concessão
e) fim


5) Indique a alternativa gramaticalmente incorreta:
a) A casa onde moro é excelente.
b) Disseram-me por que chegaram tarde.
c) Aonde está o livro?
d) É bom o colégio donde saímos.
e) O sítio aonde vais é pequeno.


6) Ele ficou em casa. A palavra em é:
a) conjunção
b) pronome indefinido
c) artigo definido
d) advérbio de lugar
e) preposição


7) Marque o exemplo em que ambas as palavras em negrito estão na mesma classe gramatical:
a) O seu talvez deixou preocupado o professor.
b) Respondeu-nos simplesmente com um não
c) Boas notícias duram pouco.
d) Nossa irmã é mais nova que a sua. 


8) Morfologicamente, a expressão sublinhada na frase abaixo é classificada como locução:
"Estava à toa na vida..."
a) adjetiva
b) adverbial
c) prepositiva 
d) conjuntiva
e) substantiva


9) Em todas as opções há dois advérbios, exceto em:
a) Ele permaneceu muito calado.
b) Amanhã, não iremos ao cinema.
c) O menino, ontem, cantou desafinadamente.
d) Tranquilamente, realizou-se, hoje, o jogo.
e) Ela falou calma e sabiamente.


10(UNIFESP)2010
Considere a charge e as afirmações.
I. O advérbio já, indicativo de tempo, atribui à frase o sentido de mudança.
II. Entende-se pela frase da charge que a população de idosos atingiu um patamar inédito no país.
III. Observando a imagem, tem-se que a fila de velhinhos esperando um lugar no banco sugere o aumento de
idosos no país.
Está correto o que se afirma em
A) I apenas.
B) II apenas.
C) I e II apenas.
D) II e III apenas.
E) I, II e III.


GABARITO AQUI



quinta-feira, 17 de março de 2011

Estudo das conjunções



ESTUDO DAS CONJUNÇÕES
1 CONCEITO
Conjunções são palavras  que ligam termos de uma oração  e também   orações.
Exemplo: Pedro e João foram ao cinema.( a palavara E ligou dois núcelos do sujeito.)
Lutamos  e vencemos.( a palavra E ligou duas orações.)
As conjunções podem se coordenativas e subordinativas
a)      Coordenativas que podem relacionar termos de mesmo valor sintático ou orações sintaticamente equivalentes - as chamadas orações coordenadas.
Exemplo: O professor entrou na sala, cumprimentou os alunos e iniciou a explicação.

De acordo com o sentido das relações que estabelecem, as conjunções coordenativas são classificadas em:
Aditivas (exprimem valor de  adição, soma): e, nem, não só... mas também, etc.;
Exemplo:
1.Não só comentou o caso com os colegas,  mas também o levou ao conhecimento da imprensa.
2.Comentou o caso com os colegas e o levou ao conhecimento da imprensa.
3.Não fez o relatório nem comunicou que não o fizera.
Adversativas (exprimem  valor de oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante, etc.
Exemplo:
Pedeiu a palavra, mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto  não conseguiu falar na reunião..
Alternativas (exprimem valor de alternância ou exclusão): ou..., ou;  ora... ora,etc.;
Resouva seu problemas ou não terá paz.
Ora chora, ora ri, aquela doida.
Conclusivas (exprimem  valor de conclusão): logo, portanto, por conseguinte, pois (posposto ao verbo), etc.
Já tomei todas as providência, portanto o evento sairá perfeito.
Explicativas (exprimem valor de  explicação ou justificativa): pois (anteposto ao verbo), que, porque, porquanto, pois.
"Cuidado com o que você pensa, pois sua vida é dirigida por seus pensamentos".

B: Subordinativas: introduz  ou relaciona uma oração subordinada que desempenha  função sintática  em  relação à oração  principal. Observe:
A sociedade deseja que a imprensa seja livre. ( que a imprensa seja livre completa o sentido do verbo desejar( da  oração principal),  exercendo a função sintática de OBJETO DIRETO )
Se houvesse mais homens honestos, haveria mulheres mais seguras.( se houvesse mais homens honestos expressa uma condição para que haja mulheres mais seguras.

As conjunções subordinativas classificam-se como
a.      Integrantes : que e se( introduzem orações subordinadas substantivas)
Sabemos que ela saiu mais cedo.
Não sabemos se ela saiu mais cedo.

b.      concessivas (exprimem concessão): embora, ainda que, mesmo que, conquanto, apesar de que.
Embora fosse o melhor jogdor do Santos, Robinho ficou na reserva.
c.       condicionais (exprimem condição ou hipótese): se, caso, desde que, contanto que, etc.;
Se fizer bom tempo, iremos à praia.
d.      conformativas (exprimem conformidade): conforme, consoante, segundo, como, etc.;
Tomei o remédio conforme o médico me orientou.
e.       comparativas (estabelecem comparação): como, mais... (do) que, menos... (do) que, etc.;
Ele ronca como um leão( ronca)
f.       consecutivas (exprimem consequência): que, de sorte que, de forma que, etc.;
Estudou tanto que dormiu em cima do livro.
g.      finais (exprimem-finalidade): para que, a fim de que, que, porque, etc.;
Lutamos para que as crianças tenham educação de qualidade..
h.      proporcionais (estabelecem proporção): à medida que, à proporção que, ao passo que,quanto mais..., menos...,
À medida que os convidados chegavam, a comida era servida.
i.        temporais (indicam tempo): quando, enquanto, antes que, depois que, desde que, logo que, assim que, etc.
Assim que o professor chegou, os alunos fizerem silêncio.

j.       Causais ( expressam uma causa):  porque, pois, que, como.
As educação corre perigo porque os professores não são valorizados..
Observação:
A mesma conjunção pode apresentar significado diferente, dependendo do contexto em que estiver inserida.
Exemplo:
Como não tinha dinheiro para pagar a conta, o casal passou a noite lavando pratos no restaurante.( a conjunção como indica causa( como =  porque)
O aluno fez a redação como o professor orientou. ( a conjunção como indica conformidade: como = conforme)
ATIVIDADES
1. Procure unir as orações de cada um dos pares seguintes utilizando uma conjunção coordenativa.
a) Este é um país rico. A maior parte de seu povo é muito pobre.
b) Você se preparou dedicadamente. Será bem-sucedido.
c) É um velho político corrupto. Não se deve reelegê-lo.
d) Fique descansado. Eu tomarei as providências necessárias.
e) Choveu durante a noite. As ruas estão molhadas.
f) Você pode apresentar suas propostas esta noite. Pode ficar remoendo-as sozinho por muitas noites.
g) Você deve conversar abertamente com ela sobre seus sentimentos. Deve esquecê-la definitivamente.
2. A classificação de uma conjunção só pode ser realizada satisfatoriamente a partir de sua atuação efetiva numa frase. Observe os conjuntos de frases seguintes e procure indicar o tipo de relação estabelecida pela conjunção destacada.
a) (Como) chovesse, decidi adiar a partida.
Ele é compreensivo (como) um travesseiro.
Fiz tudo (como) combináramos.
b) A indignação foi tanta (que) produziu seguidas manifestações de rua.
Tivemos de sair correndo, (que) a situação ficou difícil!
Será que os brasileiros são mais alegres (que) os outros povos?
c) Por favor, fale mais alto, (que) eu também quero ouvir.
RESPOSTAS AQUI


sexta-feira, 11 de março de 2011

PARÔNIMOS


PARECE, MAS NÃO É

Parônimas são palavras parecidas na pronúncia e na escrita, mas de significado diferente. A troca delas, no contexto, pode criar uma situação inusitada. Veja:
Aquele menino delatou o colega. ( denunciou)
Aquele menino dilatou o colega.( cortou, abriu)


Algumas palavras parônimas

Absolver =  inocentar
Absorver =  sugar
Arrear = pôr arreios 
Arriar = abaixar
Delatar = denunciar
Dilatar= abrir
descrição = descrever, mostrar em detalhes.
discrição = qualidade de quem é discreto
despensa = lugar onde se guarda mantimentos
Dispensa = ato de dispensar
despercebido = sem atenção   
desapercebido= desprevenido
discente = relativo a alunos
docente = relativo a professores
emergir = vir à tona
imergir = megulhar
emigrante = o que sai
imigrante = o que entra
eminente = nobre, alto, excelente
iminente = prestes a acontecer
estada = permanência de pessoa
estadia = permanência de veículo
flagrante = evidente
fragrante = aromático
infligir= aplicar pena
infringir = transgredir, violar, desrespeitar
intercessão = súplica, rogo
interse(c)ção = ponto de encontro de duas linhas
Mandado = ordem
Mandato = período
Ratificar = confirmar
Retificar = corrigir
soar = produzir som
suar = transpirar
sustar = suspender
suster = sustentar

sábado, 5 de março de 2011

NUMERAL


 NUMERAL
1 CONCEITO
Numeral : palavra que indica um número exato de coisas, seres ou  a posição que ocupam numa determinada ordem.

2.Classificação:
1.    Cardinais: nomeiam o número de seres( um, dois,  cinco, dez, sessenta, etc.)
2.    Ordinais: indicam a ordem que o ser ocupa numa série, o numeral  (primeiro, segundo, terceiro..., quinquagésimo, centésimo milésimo, etc.).
3.    Multiplicativos:indicam aumento proporcional da quantidade indicando números que são múltiplos de outros (dobro, triplo, quádruplo, etc.)
4.    Fracionários:  indicam a diminuição proporcional da quantidade, o seu fracionamento (metade, um terço, um décimo, etc.).
Correspondência entre  NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS

Cardinais
Ordinais
1, I, um
Primeiro
2, II, dois
Segundo
3, III, três
Terceiro
4, IV, quatro
Quarto
5,V, cinco
quinto
6, VI, seis
Sexto
7, VII, sete
sétimo
8, VIII, oito
oitavo
9, IX, nove
nono
10, X, dez
décimo
11, XI, onze
décimo primeiro, segundo... até vigésimo
20, XX, vinte
vigésimo
21, XXI, vinte e um
Vigésimo primeiro, segundo...até
30, XXX, trinta
trigésimo
31, XXXI, trinta e um
Trigésimo primeiro, segundo...
40, LX, quarenta
quadragésimo
50, L, cinquenta
quinquagésimo
60, LX, sessenta
sexagésimo
70, LXX, setenta
septuagésimo
80, LXXX, oitenta
octogésimo
90, XC, noventa
Nonagésimo
100, C, cem
Centésimo
200, CC, duzentos
ducentésimo
300, CCC, trezentos
trecentésimo
400, CD, quatrocentos
quadringentésimo
500, D, quinhentos
quingentésimo
600, DC, seiscentos
Seiscentésimo ou sexcentésimo
700, DCC, setecentos
Setingentésimo
800, DCCC, oitocentos
Octingentésimo
900, CM, novecentos
Noningentésimo
1000, M, mil
Milésimo
10.000, X dez mil( um traço em cima do X)
Décimo  milésimo
10.000, C( traço em cima) cem mil
centésimo milésimo 
1 ooo ooo M( traço em cima) um milhão
milionésimo
Correspondência entre os multiplicativos e fracionários
Multiplicativos
Fracionários
Coletivo
dobro
Meio, metade
Duo, dueto
triplo
Um terço,a terça parte
Trio, terceto
quádruplo
Um quarto, quarta parte
quarteto
Quíntuplo
Um quinto, quinta parte
quinteto
Sêxtuplo
Um sexto, sext parte
sexteto
sétuplo
Sétimo, sétima parte
Grupo de 7
óctuplo
Oitavo, oitava parte
Grupo de 8
nônuplo
Nona parte
Novena
décuplo
Décima parte
Dezena
undécuplo
Onze avos
-------
duodécuplo
Doze avos


Observação1 :
No lugar de qualquer multiplicativo pode ser usada a combinação numeral cardinal + vezes. Essa combinação supre os casos em que não há formas especiais , como treze vezes, quarenta e seis  vezes, cinquenta e duas vezes, etc.
Observação 2: os numerais fracionários propriamente ditos são meio (ou metade) e terço... até décimo. Os demais são na verdade expressos pelos ordinal correspondente, seguido da
palavra avos: onze avos, doze avos, vinte avos, quarenta avos.

3 FLEXÃO
Os numerais cardinais que variam em gênero são um/ uma, dois/duas e os que indicam centenas, de duzentos/duzentas em diante: trezentos/ trezentas,quatrocentos/quatrocentas, etc.
Cardinais como milhão, bilhão (ou bilião), trilhão, etc. variam em número: milhões, bilhões (ou biliões), trilhões, etc. Os demais cardinais são invariáveis.
Os numerais ordinais variam em gênero e número: primeiro, primeira, primeiros, primeiras; segundo, segunda, segundos, segundas; milésimo, milésima, milésimos, milésimas.
Os numerais multiplicativos são invariáveis quando atuam em funções substantivas:
Fizeram o dobro do esforço e conseguiram o triplo de produção.
Quando atuam em funções adjetivas, flexionam-se em gênero e número:
Teve de tomar doses triplas do medicamento.
Os numerais fracionários flexionam-se em gênero e número: um terço, uma terça parte; dois terços, duas terças partes.

É comum na linguagem coloquial a indicação de grau nos numerais, traduzindo afetividade ou especialização de sentido. É o que ocorre em frases como:
Me empresta duzentinho...
Ele é sempre o primeirão nessas coisas.
É artigo de primeiríssima qualidade!
O Palmeiras corre o risco de  ir parar na segundona. (= Segunda Divisão)
4 EMPREGO
Para designar papas, reis, imperadores, séculos e partes em que se divide uma obra, quando o numeral vem depois do substantivo, utilizam-se os ordinais até décimo e a partir daí os cardinais. Observe:
D. Pedro II (segundo)
Ato II (segundo)
Canto IX (nono)
Século VIII (oitavo)
João XXIII (vinte e três)
Papa Bento XV (dezesseis)
Capítulo XX (vinte)
Luís XV
Século XXI (vinte e um)
Para designar leis, decretos e portarias, utiliza-se o ordinal até nono e o cardinal de dez em diante:
Artigo 1o.(primeiro) Artigo 10(dez)
Artigo 9o.(nono) Artigo 21 (vinte e um)
Atenção!
Um é numeral cardinal quando realmente indica quantidade exata. Nesse caso, seu plural é dois:
Um funcionário é suficiente para cuidar da segurança.( o plural seria dois funcionários) Pode-se usar as palavras apenas ou somente.
Somente um menino pediu dinheiro.
Apenas uma mulher respondeu ao anúncio.

Um é artigo indefinido quando indica um ser indeterminado. Nesse caso, seu plural é uns ou alguns:
Precisamos de uma toalha para a festa.( de algumas toalhas ou umas toalhas)

Pronome relativo

Pronomes relativos Pronomes relativos são usados para retomar  um termo antecedente( já expresso anteriormente) Observe o exempl...