segunda-feira, 23 de março de 2015

CLASSES GRAMATICAIS

CLASSES GRAMATICAIS - RESUMO

Classes gramaticais
Função ou sentido
Palavra que serve para nomear os seres em geral. objetos, sentimentos, nomes de lugares: livro, saudade, Itapira, Av. Paoletti.
Substantivos de dois números
 que têm a mesma forma para o singular e o plural: lápis, vírus, ônibus, pires.
Substantivos de dois gêneros
 têm a mesma forma para seres de ambos os sexos, sendo o gênero marcado pelo artigo ou pronome que os precede. Exemplos: o/a colega, o/a agente, o/a lojista, este/ esta estudante.
Substantivos sobrecomuns
têm a mesma forma para o masculino e o feminino, não variando sequer o artigo adjetivo, ou pronome  que os acompanha. Exemplos: a pessoa, a criança, o cônjuge, o monstro, a testemunha, criança esperta, aquela vítima.
Verbo
Palavra que expressa ação( Corremos), estado( Estamos felizes) ou fenômeno da natureza. Ventou muito)Flexiona-se em   modo( indicativo, subjuntivo e imperativo), 
tempo( passado,presente e futuro), pessoa ( 1a. 2a. 3a.) e número
( singular e plural) . No dicionário,os verbos  são encontrados no modo infinitivo, ou seja, o nome do verbo. Exemplos: Fugir, estar, chover, comprar, ser, anoitecer.
Adjetivo
Palavra que caracteriza um substantivo. Exemplos: mulher linda, livro divertido, árvore alta, olhos azuis, sujeito mau.
Adjetivo de dois gêneros
 mantém a mesma forma tanto para o masculino quanto para o feminino. Exemplos: a sugestão aceitável, o convite aceitável, o rapaz adorável, a moça adorável, o professor competente, a professora competente.
Adjetivo ou substantivo?
Trata-se de palavra que pode ser classificada como adjetivo ou como substantivo e mantêm a mesma forma para os dois gêneros. Exemplos: Um jovem rebelde (neste caso, jovem é o substantivo e rebelde, sua característica, o adjetivo). Um rebelde jovem (neste caso, rebelde passa a ser substantivo e jovem, adjetivo)
Observação: há rebelde que não é necessariamente jovem)


Artigo
 
Palavra que se coloca antes do substantivo, determinando-o e indicando seu gênero e número (artigo definido: a, as, o, os) ou (artigo indefinido: um, uma, uns, umas).O emprego do artigo pode mudar a semântica da palavra. Exemplo:
Não vou dar uma festa, mas a festa.
Pronome
Palavra que substitui, retoma o nome ou que o acompanha para tornar claro o seu significado. Os pronomes se dividem nas seis  classes:
Pronomes pessoais
Designam as três pessoas do discurso (no singular ou no plural).Pronomes retos: Eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas. Pronomes oblíquos átonos: me, te, se, lhe, o, a, nos, vos, se, lhes, os, as. Pronomes oblíquos tônicos  mim, comigo, ti, contigo, si, consigo, conosco, convosco.
Também são pessoais os pronomes de tratamento: você, o senhor, a senhora, Vossa Senhoria, vossa Excelência, etc.
Pronomes possessivos
Indicam a posse em relação às pessoas do discurso: Meu, minha, meus, minhas, nosso, nossa, nossos, nossas, teu, tua, teus, tuas, vosso, vossa, vossos, vossas, seu, sua, seus, suas.
Pronomes demonstrativos
Indicam o lugar ou a posição dos seres em relação às pessoas do discurso.
1ª. Pessoa: Este, esta, estes, estas, isto.
2ª. Pessoa: Esse, essa, esses, essas, isso.
3ª. Pessoa: Aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo.
Pronomes relativos
Representam numa oração os nomes mencionados na oração anterior. Exemplo: O livro que comprei é muito bom. Esta é a garota a quem me referi. São pronomes relativos: Que, quem, quanto(s), quanta(s), cujo(s), cuja(s), o qual, a qual, os quais, as quais.

Pronomes indefinidos
Referem-se à terceira pessoa do discurso num sentido vago ou exprimido quantidade indeterminada. Exemplos: Quem espera adquire paciência. São pronomes indefinidos mais comuns: algum, nenhum, qualquer, ninguém, alguém, algo, todos, tudo, vários.
Pronomes interrogativos
Os pronomes indefinidos que, quem, qual, quanto, quando são usados para formular uma pergunta.
Numeral
Palavra que designa os números ou sua ordem de sucessão. Exemplos:
Cardinais: quatro, vinte, trinta.
Ordinais: quarto, vigésimo, trigésimo.
Fracionários: meio, um terço, um quinto.
Multiplicativos: duplo, triplo, quádruplo
Classes gramaticais
Função ou sentido
Advérbio
Palavra que modifica o verbo, o adjetivo ou outro advérbio, expressando uma circunstância. Exemplos: lugar( ali, lá, aqui) Tempo( cedo, tarde, imediatamente) negação( não, nunca, jamais);afirmação( sim, certamente); dúvida( talvez, provavelmente); modo( devagar, depressa)
Locução adverbial: expressão que vale por um adverbio. Exemplos:
Comi com prazer. Ela agiu com raiva.
.
Preposição
Termo que liga palavras, estabelecendo uma relação. Exemplos:
Livro de João( posse), falar sobre literatura( assunto) Vim de Minas( lugar).
 Boca sem dentes( ausência); blusa de cem reais.( preço)
Conjunção
Termo que liga duas palavras, dois membros de uma oração ou duas orações, estabelecendo cerras relações) Exemplos: E: exprime idéia de adição (aditiva). Mas: relaciona pensamentos em contraste ou oposição. Quando: conjunção temporal. Se: conjunção que exprime condição.
Interjeição
Vocábulo que traduz uma impressão súbita, como dor, susto, alívio, admiração. Exemplos:
Oba!: alegria, satisfação.
Ah!: alívio, alegria.
Psiu!: Ordena silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junto e separado

Junto e separado O som pode ser o mesmo, mas a grafia e o significado são diferentes. Confira! 1.Porquanto Não me separo de você porqu...