terça-feira, 6 de outubro de 2015

CRASE - AULA PRÁTICA





CRASE: UNIÃO DAS VOGAIS  A+A 
Principais casos de ocorrência da CRASE


Sabemos que o acento grave(`) não é crase, apenas acento indicador.

Crase é a união ou fusão de  duas vogais iguais( a+a) à e ocorre nos seguintes casos:

1. O verbo rege preposição A e a palavra feminina exige o artigo A
Exemplo:
Fomos a a praia. Fomos à praia.

2.       ocorrência do artigo “a”  ( a cozinheira ) + a preposição. Exemplo:
Entreguei a receita à cozinheira. 

3.       o verbo rege preposição A e se junta   aos pronomes demonstrativos iniciados por a (aquela, aquele, aquilo)Exemplo:

Prefiro esta música àquela que nossa amiga escolheu.
Não me referi a este bolo, mas àquele de nozes.

Sempre ocorre crase:


a)      nomes femininos
Fomos à cidade.
 Refiro-me à carta que recebi ontem. 

b)        Diante de nomes de Estados  quando admitirem artigo A: “Viajarei à Bahia” ou “Vamos à Itália nas férias” , porque dizemos : “A Bahia fica na região Nordeste” e “A Itália é muito romântica.”

c)      Quando estiver implícita a palavra moda. “Usava sapatos à Luiz XV e cabelos à Caetano Veloso.”

d)      diante de nomes de cidades se eles forem precedidos por qualificativos, como bela, badalada, etc.: “Refiro-me à bela Campinas”, mas “Refiro-me a Campinas”; “Viajou à badalada São Paulo.”, mas “Viajou a São Paulo”. Observe que este “a” é preposição = para.

Observação:
Ocorreu crase em “Viajou à badalada São Paulo”.
 “Refiro-me à bela Campinas”. (a palavra cidade está implícita).

e) antes da palavra HORA ( TEMPO)
Estudo redação das 19h30 às 21h e ainda preciso treinar mais.
Os turistas chegaram às 19 horas.

f) antes do relativo que quando este se referir a alguém do sexo feminino.

Entreguei o prêmio à que mais se esforçou durante o jogo.
g) com algumas expressões femininas
à espera, à disposição, às claras, à esquerda, à direita, às escondidas.

Observação
A ocorrência da crase pode evitar a ambiguidade( duplo sentido ) em alguns casos:
Caso 1
A)    O artista pinta a mão.( mão pintada)
B)    O artista pinta à mão.( modo de pintar)

Caso2.
a)      Saiu a francesa depois do almoço.( uma mulher francesa saiu)
b)      Saiu à francesa depois do almoço.( saiu sem ninguém notar)

Caso3.
a)      Carlos bateu a porta da casa da namorada.( bateu a porta com força)
b)      Carlos bateu à porta da casa da namorada.( chamou)

Caso 4.
a)      Chegou  a noite com toda sua beleza.( noite é sujeito)
b)      Chegou à noite com sua beleza. ( noite adjunto adverbial de tempo)

Caso 5
a)      “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heroico o brado retumbante” ( margens plácidas é sujeito)

b)      Ouviram às margens plácidas do Ipiranga de um povo heroico o brado retumbante. ( margens plácidas é adjunto adverbial de lugar)




NUNCA ocorre crase antes de palavras que não admitem artigo A
Casos:

a) Palavras masculinas.


Agradeço a José.
Não me refiro a relatório nenhum.
Dê graças a Deus por sua vida.
Entregue esta carta a Pedro.
Gosto de andar a .
Não sou a favor de fofocas.

b)       pronomes


 Entregue a ela este livro.
 Dê a mim o que me cabe.
Minha vida  não interessa a ninguém.
Refiro-me a este caso.
Informe a quem você achar necessário.
Não dê atenção a isso.
Agradeço a todos pela atenção dispensada.

 Esses pronomes não admitem o uso do artigo A. Portanto, nada de crase.

c)       numerais

  Desvio a 50 metros.

 Daqui a 20 anos estarei livre das prestações da casa.

Aulas de segunda a sexta-feira.

Alunos de sexto a nono ano.

observação
só ocorrerá crase se houver a presença do artigo A antes do numeral feminino. Exemplo:
Serão atendidos alunos da terceira à quarta série.( note o artigo antes de terceira e quarta)

d)entre datas

De trinta de novembro a dois de dezembro.


e)      antes de verbos, pois são considerados palavra masculina, logo não admitem artigo A. 

Blusa a partir de 15 reais. 
Estamos a trabalhar o dia inteiro.

f) antes de artigo indefinido ( um, uma, uns, umas) porque só temos preposição A.

Cheguei a uma conclusão muito importante.

Ele chegou a uma hora inesperada.

Ela se salvou graças a um socorro vindo de um estranho.

f)não ocorre crase com palavras repetidas porque só temos preposição A. 
Exemplo:
corpo a corpo
frente a frente
cara a cara
mês a mês
dia a dia

g) antes da palavra casa( sinônimo do próprio lar)
Cheguei a casa mais cedo hoje.

h) antes da palavra terra( antônimo de mar)
O marinheiro saudoso ansiava por chegar a terra.


Bibliografia consultada:
Cipro Neto, Pasquale

    Gramática da língua Portuguesa/Pasquale & Ulisses, - São Paulo, Scipione, 1988

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Turma do MARIO Dica para conjugar 5 verbos terminados em -iar que diferem dos demais com a mesma terminação. M ediar A nsiar ...