domingo, 27 de fevereiro de 2011

Pronome

P R O N O M E


Pronome é a palavra que acompanha, substitui ou retoma um nome.Essa classe gramaticaL é uma das mais importantes no processo de articulação do texto.

- Acompanhando um substantivo
 pronome adjetivo acompanha o substantivo. Exemplos:
Minha reunião foi muito longa.
Seu amigo chegou.

- Substituindo um substantivo

 pronome substantivo ocupa o lugar do substantivo. Esse recurso evita a repetição desnecessária de palavras.Exemplos:
Esqueci meu lápis, posso usar o seu?(lápis)
Encontrei um cachorrinho abandonado e levei-o ao veterinário.( o substitui cachorrinho)

Retomando  um termo expresso anteriormente.Exemplos:
O entregador trouxe as flores que a senhora encomendou.( que retoma o substantivo flores)
Estudar apenas antes das provas não garante um bom aprendizado. Isso deve ser evitado.( isso retoma a frase anterior.)

Classificação dos pronomes
a)Pronomes pessoais


Retos
Oblíquos átonos
Oblíquos tônicos
Eu
Me
Mim, comigo
Tu
Te
Ti, contigo
Ele
Se, o, a, lhe
Si, consigo
Nós
nos
conosco
Vós
vos
convosco
Eles
Se, os, as, lhes
Si, consigo


Os pronomes oblíquos átonos podem funcionar como complemento verbal( objeto).Exemplos;
entreguei a prova ao aluno. (a prova= objeto direto; ao  aluno= objeto indireto.)
Entreguei-a ao aluno. ( a= objeto direto)
Entreguei-lhe a prova.( lhe= objeto indireto)

PRONOMES DE TRATAMENTO



Pronomes
Sing.
Plural
Emprego
você
V.

tratamento informal
o(s) senhor(es), a(s) senhora(s)
sr.
     sra
srs.
sras.
tratamento formal ou cerimonioso
Vossa Alteza
V.A.
VV.AA.
Príncipes, princesas, duques.
Vossa Eminência
V.Em.a
V.Em.as
cardeais
Vossa Excelência
V.Ex.a
V.Ex.as
altas autoridades
Vossa Magnificência
V.Mag.a
V.Mag.as
reitores de universidades
Vossa Majestade
V.M.
VV.MM.
reis, imperadores
Vossa Reverendíssima
V.Rev.ma
V.Rev.mas
sacerdotes
Vossa Senhoria
V.S.a
V.S.as
autoridades, tratamento respeitoso, correspondência comercial
Vossa Santidade
V.S.

papa


               
b) possessivos
 concordam em gênero e número com a coisa possuída e em pessoa  com o possuidor. Ex.: Conheço bem minha família, principalmente meu irmão.
Viste teu pai hoje?


Número
Pessoa
 possessivos singular
 Possessivo Plural
Singular
Eu
Meu, minha
Meus, minhas

Tu
Teu tua
Teus, tuas

Ele
Seu, sua
Seus, suas
Plural
Nós
Nosso, nossa
Nossos, Nossas

Vós
Vosso, vossa
Vossos, vossas

Eles
Seu, sua
Seus, suas



Emprego do pronome possessivo

1. A posição do pronome possessivo antes ou depois do substantivo pode provocar alteração de sentido na frase. Ex. Recebi notícias suas (notícias sobre você)
Recebi suas notícias (notícias transmitidas por você)
“Se isso lhe trouxer saudades minhas..”.(saudades de mim)

2. O emprego do pronome  possessivo seu( e suas flexões) pode apresentar AMBIGUIDADE (duplo sentido)  na frase. Observe.:
Paulo marcou um encontro com a namorada em sua casa.
Casa de quem, de Paulo ou da namorada?
Para evitar essa ambiguidade, sugerimos substituir o pronome sua por dele ou dela.

3. O pronome possessivo pode aparecer com outro significado além da posse. Veja:
Meu caro amigo, gostaria de dar-lhe um conselho. Meu, nesse caso, não indica posse, mas intimidade no relacionamento.

c) demonstrativos

Pronomes demonstrativos são aqueles que indicam a posição de algum ser em relação às pessoas do discurso, situando-as no tempo e/ou no espaço. Ex.:


1ª pessoa –  perto de quem fala
Este, esta, estes, estas, isto
Aqui
2ª pessoa – perto de com quem se fala
Esse, essa, esses, essas, isso
3ª pessoa – longe de quem fala e de com quem se fala
Aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo
ali, lá



observação 1
Este ou esse?

ESSE é anafórico, ou seja, retoma o que foi dito antes .


Exemplo:


É comum que os alunos estudem somente às vésperas da prova. Essa prática dificulta o aprendizado. ( essa retoma a frase anterior)


ESTE é catafórico, ou seja, antecipa o que vai ser dito.

Exemplo:

Alguns alunos têm este péssimo hábito: estudam somente às vésperas das provas.( o hábito ainda vai ser dito)

Quanto ao emprego dos pronomes demonstrativos este, esse, isto, isso, aquele, aquilo  Algumas dicas:

Este/isto se usa para indicar aquilo que está perto do falante. ( 1ª. Pessoa)
Exemplo:
Este lápis é meu( o lápis está na minha mão)
Esse/isso usa-se para indicar aquilo que está perto do ouvinte( 2ª. Pessoa)
Esse lápis é seu.( o lápis está na mão do ouvinte)
Aquele/aquilo  referem-se ao objeto que está longe do falante e do ouvinte
Aquele quadro é valiosíssimo.( o quadro está longe do falante e do ouvinte.)

Observação: Na posição distributiva use:
ESTE: para o que foi mencionado por último.
AQUELE: para o que foi inicialmente mencionado.
Ex.:
Comprei uma moto e um carro: este  (o carro) para dias chuvosos, (aquela (a moto) para grandes aventuras..

d)Pronomes relativos

Pronomes relativos são aqueles que retomam um termo antecedente( já expresso anteriormente)


Observe o exemplo:
Premiamos  os alunos que tiraram nota máxima em redação.( que retoma o termo alunos, introduzindo-o na oração seguinte)

Empego do PRONOME RELATIVO



Que
Pode ser empregado com relação a coisas ou pessoas.
Maria é a aluna que mais se destacou. Este é o livro que li.
Quem
com a pessoa ou ser personificado.  Ela é a aluna a quem me referi. Este é o rapaz por quem me apaixonei.
Onde
Indica lugar. Este é o colégio onde estudei.
Cujo(s)cuja(s)
Indica posse. Chamei o aluno cujo pai é delegado.
Quanto(s)
depois indefinido tudo. Guardei tudo quanto encontrei.
Quando (tempo)
“Era a época quando os reis saíam para as guerras”.
O qual ( suas flexões)
Este é o rapaz o qual mandei chamar. Esta é a menina a qual mandei chamar.


Observe que os relativos que, quem e onde são invariáveis, os demais admitem flexões de gênero e de número.

 e)Pronome indefinido:
Referem-se à 3ª pessoa do discurso quando considerada de modo vago, impreciso ou genérico, representando pessoas, coisas e lugares. Alguns também podem dar ideia de conjunto ou quantidade indeterminada. Em função da quantidade de pronomes indefinidos, merece atenção sua identificação.



Variáveis
Invariáveis
Algum, nenhum, todo, muito, pouco, outro, tanto, qualquer, quanto.
Alguém, ninguém, tudo, nada, cada, algo




Sobre o emprego dos indefinidos devemos atentar para:
          algum, após o substantivo a que se refere, assume valor negativo (= nenhum) (Computador algum resolverá o problema).
          cada deve ser sempre seguido de um substantivo ou numeral (Elas receberam 3 balas cada uma);
          alguns pronomes indefinidos, se vierem depois do nome a que estiverem se referindo, passam a ser adjetivos. (Certas pessoas deveriam ter seus lugares certos / Comprei várias balas de sabores vários)
          bastante pode vir como adjetivo também, se estiver determinando algum substantivo, unindo-se a ele por verbo de ligação (Isso é bastante para mim);
          o pronome nada, colocado junto a verbos ou adjetivos, pode equivaler a advérbio .Ele não está nada contente hoje. (nada modifica contente)
Atente para a diferença do pronome todo com ou sem a presença do artigo.
          Todo  mundo conhece você ( qualquer um)
     Todo o  mundo conhece você.( o mundo inteiro)
          Todo dia ela chora.( dia após dia) /Todo o dia ele chora. ( chora o dia inteiro)

f) Interrogativo

Pronomes interrogativos são os indefinidos usados nas perguntas.
Quem mexeu na minha pasta?



























 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junto e separado

Junto e separado O som pode ser o mesmo, mas a grafia e o significado são diferentes. Confira! 1.Porquanto Não me separo de você porqu...