domingo, 8 de janeiro de 2012

UFSCAR 2007 - PORTUGUÊS


EXCELENTE PROVA  DA UFSCAR -  PROCURE RESOLVER AS QUESTÕES SEM CONSULTAR O GABARITO.
BOM ESTUDO!
UFSCAR 2007
QUESTÕES OBJETIVAS
UFSCAR INSTRUÇÃO: Texto para as questões de números 01 a 05.
O valor do futuro depende do que se pode esperar dele. Portanto: se você acredita de fato em alguma forma de existência  post mortem determinada pelo que fizermos em vida, então todo cuidado é pouco: os juros prospectivos são infinitos. O desafio é fazer o melhor de que se é capaz na vida mortal sem pôr em risco as incomensuráveis graças do porvir. Se você acredita, ao contrário, que a morte é o fim definitivo de tudo, então o valor do intervalo finito de duração indefinida da vida tal como a conhecemos aumenta. Ela é tudo o que nos resta, e o único desafio é fazer dela o melhor de que somos capazes. E, finalmente, se você duvida de qualquer conclusão humana sobre o após-a-morte e sua relação com a vida terrena, então você contesta o dogmatismo das crenças estabelecidas, não abdica da busca de um sentido transcendente para o mistério de existir e mantém uma janelinha aberta e bem arejada para o além. O desafio é fazer o melhor de que se é capaz da vida que conhecemos, mas sem descartar nenhuma hipótese, nem sequer a de que ela possa ser, de fato, tudo o que nos é dado para sempre.
(Eduardo Giannetti, O valor do amanhã, p. 123.)
Questão 01
Nesse texto, o autor
A)oferece duas alternativas de raciocínio para o após-a-morte.
B) defende, de qualquer maneira, o investimento na vida física.
C) defende as religiões orientais que propõem a sobrevida do espírito.
D) fala sobre investimentos financeiros a longo prazo.
E) defende a idéia de correr riscos agora, sem a esperança no porvir.
Questão 2
O trecho — e mantém uma janelinha aberta e bem arejada para o além — pode ser substituído, sem prejuízo para o sentido do texto, por:
A) e mantém, cada vez, uma janelinha aberta e bem arejada para o além.
B) e mantém, tal como, uma janelinha aberta e bem arejada para o além.
C) e mantém, também, uma janelinha aberta e bem arejada para o além.
D) e mantém, salvo se, uma janelinha aberta e bem arejada para o além.
E) e mantém, às vezes, uma janelinha aberta e bem arejada para o além.
Questão 03
Assinale a alternativa em que o autor faz uso de sentido não-literal.
A) “(…) todo cuidado é pouco (…)”
B) “os juros prospectivos são infinitos.”
C) “O desafio é fazer o melhor (…)”
D) “(…) a morte é o fim definitivo de tudo (…)”
E) “Se você duvida de qualquer conclusão (…)”
Questão 04
A alternativa em que todas as palavras destacadas são responsáveis pela coesão do texto é:
A) esperar dele, graças do porvir, ela é tudo o que nos resta.
B) esperar dele, que se é capaz, se você acredita.
C) o desafio é, graças do porvir, que a morte é o fim.
D)o valor do futuro, forma de existência, todo cuidado é pouco.
E) as incomensuráveis graças, ao contrário, valor do intervalo.
Questão 05
A regência do verbo abdicar, que aparece no trecho — não abdica da busca de um sentido transcendente para
o mistério de existir —, pode ser substituída, de modo compatível com a norma padrão e com o sentido do texto, pelo que está em:
A)não abdica na busca de um sentido transcendente para o mistério de existir.
B) não se abdica a busca de um sentido transcendente para o mistério de existir.
C) não se abdica pela busca de um sentido transcendente para o mistério de existir.
D)não abdica para a busca de um sentido transcendente para o mistério de existir.
E) não abdica a busca de um sentido transcendente para o mistério de existir.
INSTRUÇÃO: Texto para as questões de números 06 a 10.

Monsenhor Caldas interrompeu a narração do desconhecido:
— Dá licença? é só um instante.
Levantou-se, foi ao interior da casa, chamou o preto velho que o servia, e disse-lhe em voz baixa:
— João, vai ali à estação de urbanos, fala da minha parte ao comandante, e pede-lhe que venha cá com um ou dois homens, para livrar-me de um sujeito doido. Anda, vai depressa.
E, voltando à sala:
— Pronto, disse ele; podemos continuar.
— Como ia dizendo a Vossa Reverendíssima, morri no dia vinte de março de 1860, às cinco horas e quarenta e três minutos da manhã. Tinha então sessenta e oito anos de idade. Minha alma voou pelo espaço, até perder a terra de vista, deixando muito abaixo a lua, as estrelas e o Sol; penetrou finalmente num espaço em que não havia mais nada, e era clareado tão -somente por uma luz difusa. Continuei a subir, e comecei a ver um pontinho mais luminoso ao longe, muito longe. O ponto cresceu, fez-se sol. Fui por ali dentro, sem arder, porque as almas são incombustíveis. A sua pegou fogo alguma vez?
— Não, senhor.
— São incombustíveis. Fui subindo, subindo; na distância de quarenta mil léguas, ouvi uma deliciosa música, e logo que cheguei a cinco mil léguas, desceu um enxame de almas, que me levaram num palanquim feito de éter e plumas.
(Machado de Assis, A segunda vida. Obras Completas, vol. II, p. 440-441.)
Questão 06
Pode-se afirmar, a respeito desse conto de Machado de Assis, que
A) reflete o cotidiano carioca na primeira metade do século XIX.
B) utiliza uma temática bastante rara em toda a sua obra.
C) utiliza uma temática comum a autores como Hoffmann e Edgar Allan Poe.
D) tem relação com os temas medievais do romance histórico português.
E) trata de um assunto semelhante ao do romance O ateneu.

Questão 07
A temática desse conto também é encontrada
A)nos capítulos iniciais de Memórias póstumas de Brás Cubas.
B) em alguns dos capítulos do romance Ressurreição.
C) no capítulo Olhos de ressaca do romance Dom Casmurro.
D)no romance Dom Casmurro, na caracterização de José Dias.
E) na caracterização de Escobar, no romance Dom Casmurro.

Questão 08
O imperativo utilizado por Monsenhor Caldas, ao dar as ordens ao preto velho, emprega
A)uma forma indireta.
B) a terceira pessoa do singular.
C) a primeira pessoa do plural.
D) a segunda pessoa do singular.
E) a segunda pessoa do plural.

Questão 09
A frase desceu um enxame de almas, no último parágrafo, tem o sujeito posposto. Assinale a alternativa em que o sujeito também aparece posposto.
A)De um atentado, um soldado consegue salvar seu companheiro.
B) Segunda-feira faltou, de novo, um pouco de tinta de impressão.
C) No salão de Paris, há um Audi com motor de 4,2 litros.
D) Ler biografia de homens célebres é bastante útil.
E) O mercado financeiro recebeu bem a inclusão das ações do Bradesco.

Questão 10
Assinale a alternativa em que o uso do acento grave da crase acontece, respectivamente, pelos mesmos motivos específicos presentes nas frases: E, voltando à sala; Morri no dia vinte de março de 1860, às cinco horas (...)
A)Não saio à noite.; Em 1968, fui à Brasília de JK.
B) Estava à toa ontem.; Foi à casa do desembargador.
C) Saiu à francesa.; Você deu a notícia à Maria?
D)Vamos à luta!; Vi o avião à distância de 150m.
E) Trouxe dinamismo à história.; Vive à custa do pai.

     GABARITO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Turma do MARIO Dica para conjugar 5 verbos terminados em -iar que diferem dos demais com a mesma terminação. M ediar A nsiar ...