sábado, 25 de fevereiro de 2012

FIGURAS DE PENSAMENTO

Figuras de Pensamento



Chamamos FIGURA DE PENSAMENTO os recursos de linguagem que se referem ao aspecto semântico( significado) das palavras, tornando o texto mais expressivo.
Dentre as figuras de pensamento, as mais comuns são:
Antítese
Consiste no emprego de  termos opostos entre si.  Exemplos:
Quando o homem fecha uma porta, Deus abre duas janelas.
A tristeza pode vir de noite, mas a alegria vem pela manhã.
Paradoxo
Emprego  de ideias contraditórias simultaneamente, gerando uma situação aparentemente absurda. Um ótimo exemplo é a primeira estrofe deste poema de Camões:
Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer”
Como é possível uma dor que não dói?
Ou uma ferida doer e você não sentir?
Diferença entre Antítese e paradoxo;
A Antítese não é simultânea, mas o paradoxo sim.
Quando a antítese acontece ao mesmo tempo, temos o paradoxo ou oximoro.
Eufemismo
Emprego de uma expressão para suavizar uma situação, ou quando se quer comunicar algo desagradável ou chocante.
Exemplos:
Aquele político insiste em aliviar os cofres da nação.( roubar)
Senhor João, já não precisamos mais dos seus serviços.( está demitido)

Ironia
Consiste em dizer o contrário do que se pensa. É uma figura usada com a intenção de  ou em satirizar ou ridicularizar alguém.
  Exemplos:
Que lindo o seu boletim, Juquinha. Várias notas vermelhas!
“(...) Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis (...)” Machado de Assis

Hipérbole
Emprego de uma expressão exagerada com o objetivo de realçar uma ideia. Exemplos:
Já falei milhões de vezes que te amo.

"Rios te correrão dos olhos, se chorares." (Olavo Bilac)
.
Apóstrofe
   É uma espécie de Vocativo,consiste na "invocação" de um ser real ou figurado.Geralmente empregada em linguagem grandiloquente.  Ótimo exemplo é este excerto de Navio negreiro, de Castro Alves
Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus!
Se é loucura... se é verdade
Tanto horror perante os céus?!
Ó mar, por que não apagas
Co'a esponja de tuas vagas
De teu manto este borrão?...
Astros! noites! tempestades!
Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão


"Liberdade, Liberdade,
Abre as asas sobre nós,
Das lutas, na tempestade,
Dá que ouçamos tua voz..." (Osório Duque Estrada)
Gradação
   Emprego  de palavras, sinônimas ou não, em ordem crescente ou decrescente, com o objetivo de intensificar uma idéia.Exemplo:
Seu rosto expressava tristeza, angústia, um sofrimento profundo diante do corpo inerte do marido.
Havia o céu, havia a terra, muita gente e mais Joana com seus olhos claros e brincalhões...

"O trigo... nasceu, cresceu, espigou, amadureceu, colheu-se." (Padre Antônio Vieira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junto e separado

Junto e separado O som pode ser o mesmo, mas a grafia e o significado são diferentes. Confira! 1.Porquanto Não me separo de você porqu...