segunda-feira, 19 de março de 2012

PRONOME - EXERCÍCIOS






PRONOME-EXERCÍCIOS
01-INSPER


O que motivou o apito do juiz foi
a) a necessidade de empregar a ênclise para seguir a norma-padrão.
b) o uso de um objeto direto no lugar de um objeto indireto.
c) a opção pelo pronome pessoal oblíquo “o” em vez de “a”.
d) a obrigatoriedade da mesóclise nessa construção linguística.
e) a transgressão às regras de concordância nominal relacionadas ao pronome.

02-INSPER
Assinale a alternativa em que o pronome relativo foi empregado corretamente:
a) São inúmeros os serviços que se tem acesso nessa empresa.
b) Não foram poucos os problemas a que nos levaram estes desatinos da juventude.
c) Os bons resultados a que a empresa atingiu devem-se ao empenho dos funcionários.
d) Eis os documentos os quais aludimos na última reunião da empresa.
e) Eis as mulheres em quem confiamos todo o nosso patrimônio..

03-GV
Assinale a alternativa em que a nova posição dos pronomes átonos, na frase reescrita, está de acordo com a norma-padrão do português escrito.
A) A respeitosa atitude de todos e a deferência universal que cercavam-no...
B) As obscuras determinações das coisas acertadamente o haviam erguido até ali.
C) Ele julgava-se e só o que parecia-lhe grande entrava nesse julgamento.
D) ... uma chusma de sentimentos atinentes a si mesmo que quase falavam-lhe.
E) As obscuras determinações das coisas, acertadamente, mais alto levariam-no.

04-INSPER
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.
• Deu-me alguns motivos ________ me pareciam inconsistentes.
• As informações ________ dependo são sigilosas.
• Lembro-me ________ ele só usava camisas brancas.
• Feliz do pai ________ filhos são ajuizados.
•Vivemos um momento ________ os graves problemas econômicos impedem uma maior mobilidade social.
a) cujos, nas quais, de que, cujo os, no qual
b) que, das quais, de que, cujos, em que
c) os quais, de que, que, o qual, onde
d) que, de que, que, cujos, onde
e) dos quais, de que, que, de cujos, no qual

05 GV  
Eu lia o meu livrinho quando a sucessão de gritos –“ahhh”… “ehhh”… – picotou a noite de domingo. A impressão que tive foi de alguém sendo esfolado no andar de cima. Não fui o único a saltar da poltrona, assustado, tentando descobrir de onde vinha aquela esganiçada voz feminina: no meu prédio e no que fica ao lado, meia dúzia de pescoços se insinuaram na moldura das janelas enquanto o alarido – “ihhh”… “ohhh”… – prosseguia.
(Humberto Werneck. O espalhador de passarinhos.)

Observando o emprego do pronome relativo que, nas duas ocorrências grifadas no fragmento, é possível afirmar:
a) na primeira ocorrência, substitui um objeto direto; na segunda, vem no lugar de um sujeito.
b) em ambos os casos, a relação que estabelece é de simples e objetiva coordenação.
c) na primeira ocorrência, trata-se do sujeito da ação; na segunda, de um adjunto adverbial.
d) na primeira ocorrência, há uma relação de posse; na segunda, de referência ao receptor da ação.
e) em ambos os casos, a palavra não exerce função sintática, mas de simples realce.
GV – Texto para as questões 6 e 7
6- Assinale a alternativa que interpreta corretamente o emprego dos pronomes possessivos destacados nas passagens do segundo parágrafo.
A) Os dois primeiros fazem referência ao personagem descrito; os dois últimos, a “país”.
B) Os dois primeiros fazem referência ao personagem descrito; os dois últimos, a “agente e  caz”.
C) Todos os pronomes fazem referência ao personagem descrito.
D) Os dois primeiros fazem referência ao enunciador do texto (o narrador); os dois últimos, ao personagem que aquele descreve.
E) Os dois primeiros fazem referência ao enunciador do texto (o narrador); os dois últimos, a “povos”.
07- Assinale a alternativa em que a nova posição dos pronomes átonos, na frase reescrita, está de acordo com a norma-padrão do português escrito.
A) A respeitosa atitude de todos e a deferência universal que cercavam-no...
B) As obscuras determinações das coisas acertadamente o haviam erguido até ali.
C) Ele julgava-se e só o que parecia-lhe grande entrava nesse julgamento.
D) ... uma chusma de sentimentos atinentes a si mesmo que quase falavam-lhe.
E) As obscuras determinações das coisas, acertadamente, mais alto levariam-no.

08-GV
A última nota solta
A habilidade dos governantes da Bruzundanga é tal, e com tanto e acendrado carinho velam pelos interesses da população, que lhes foram conados, (I) que os produtos mais normais à Bruzundanga, mais de acordo com a sua natureza, são comprados pelos estrangeiros por menos da metade do preço (II) pelo qual os seus nacionais os adquirem.
(Lima Barreto. Os bruzundangas. Porto Alegre: L&PM, 1998, p. 213.
Os pronomes que e  lhes, da oração — que lhes foram conados —, fazem referência, respectivamente, às  palavras:
A) habilidade dos governantes; interesses da população.
B) carinho; habilidade dos governantes.
C) população; Bruzundanga.
D) interesses da população; governantes da Bruzundanga.
E) acendrado carinho; governantes.

8) Preencha com o pronome relativo adequado


A)     Vi a moça ____________tu gostas. 
B)       Vi o país _____________ tu vais.                 
C)      Tenho tudo ____________ quero. 
D)      Vi a moça ______________ tu amas. 
E)      Vi o país _____________ tu vens. 
F)       Eis o livro ______________ gostei. 
G)     Vi o país _____________ tu moras.   
H)      Falou tudo _______________ quis. 
I)         O modo ______________ agiu foi sincero. 

J)         Ela viu a mãe do aluno ___________ ela gosta. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Turma do MARIO Dica para conjugar 5 verbos terminados em -iar que diferem dos demais com a mesma terminação. M ediar A nsiar ...