terça-feira, 29 de setembro de 2015

domingo, 27 de setembro de 2015

DISTORÇÕES








Veja o que pode  acontecer quando há falha na comunicação.

De: Presidente
Para: diretor
Na próxima segunda feira, aproximadamente às 20h, o cometa Halley passará por aqui. Trata-se de um fenômeno que ocorre a cada 76 anos. Todos os funcionários devem estar reunidos no pátio da fábrica,  usando capacete de segurança. Isso é uma ordem! Se estiver chovendo, não poderemos ver o espetáculo a olho nu, e todos deverão se dirigir ao refeitório onde será exibido um  documentário sobre o cometa Halley.

De: Diretor
Para Gerentes
Por ordem do presidente, na sexta-feira às 20h, o cometa Halley vai aparecer sobre a fábrica. Se chover, os funcionários deverão estar com capacete de segurança e encaminhados ao refeitório onde o raro fenômeno aparecerá, o que acontece a cada 76 anos a olho nu.

De: Gerentes
Para: Chefes de Produção
A convite do nosso querido diretor, o cientista Halley de 76 anos vai aparecer no refeitório da fábrica, usando capacete a olho nu, pois vai ser apresentado um filme sobre segurança na chuva. O diretor levará a demonstração para o pátio da fábrica.

De: chefes de produção
Para: supervisor de turnos
Na sexta-feira, o diretor, pela 1ª vez em 76 anos, vai aparecer no refeitório da fábrica, para filmar o Dr. Halley, cientista famoso e sua equipe. Todo mundo deverá  estar de capacete, para assistir ao um show  a olho nu sobre segurança na chuva. O diretor levará uma banda para o pátio da fábrica.

De: supervisor de turnos
Para: funcionários
O presidente da empresa,  quer todo mundo nu, apenas de capacete,   no pátio da fábrica, na próxima sexta-feira, às 20 hs, para o show do Sr. Halley, guitarrista famoso e sua banda. Depois será exibido  o filme 'Dançando na chuva” o que ocorre a cada 76 anos.
MURAL:

Aviso para todos
Na sexta-feira, o chefe da diretoria vai fazer 76 anos e liberou geral para festa às 20h no refeitório. Vão estar lá, pagos pelo manda-chuva 'BILL HALLEY E SEUS COMETAS'. Todo mundo nu e de capacete, pois a banda é muito louca e o rock vai rolar solto, mesmo com chuva. Um grande abraço.
( AUTOR DESCONHECIDO)

Texto com adaptações

terça-feira, 22 de setembro de 2015

TIPOS DE SUJEITO NO VESTIBULAR - EXERCÍCIOS





Sujeito - vestibular
01. (PUC) – “Nesse momento começaram a feri-lo nas mãos a pau” – Nessa frase o sujeito do verbo é:
a) nas mãos;
b) indeterminado;
c) eles (determinado;
d) inexistente ou eles, depende do contexto.
e) N.d.a.

02. (UNIRIO) – Em: “Na mocidade, muitas coisas lhe haviam acontecido”, temos oração:
a) sem sujeito;
b) com sujeito simples e claro;
c) com sujeito oculto;
d) com sujeito composto;
e) com sujeito indeterminado.

03. (FUVEST) – Assinale a alternativa em que há oração sem sujeito.
a) Existe um povo que a bandeira empresta.
b) Embora com atraso, haviam chegado.
c) Existem flores que devoram insetos.
d) Alguns de nós ainda tinham esperança de encontrá-lo.
e) Há de haver recurso desta sentença.

04. (FMU-SP) –
“Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico brado retumbante...”
O sujeito desta afirmação com que se inicia o Hino Nacional é:
a) indeterminado
b) “um povo heróico”
c) “as margens plácidas”
d) “do Ipiranga”
e) “o brado retumbamte”

05. (OSEC-SP) – Nas seguintes orações:
“Pede-se silêncio.”
“A caverna anoitecia aos poucos.”
“Fazia um calor tremendo naquela tarde.”
O sujeito se classifica respectivamente como:
a) indeterminado, inexistente, simples
b) oculto, simples, inexistente
c) inexistente, inexistente, inexistente
d) oculto, inexistente, simples
e) simples, simples, inexistente

06. (PUC) – “O que há entre a vida e a morte?”
a) O sujeito do verbo haver é o pronome interrogativo QUE.
b) Tem-se uma oração sem sujeito.
c) O sujeito está oculto.
d) O sujeito é indeterminado.
e) O sujeito é “uma curta ponte.”

07. (UEPG) – Só num caso a oração é sem sujeito. Assinale-a.
a) Faltavam três dias para o batismo.
b) Houve por improcedente a reclamação do aluno.
c) Só me resta uma esperança.
d) Havia tempo suficiente para as comemorações.
e) N.d.a.

08. (FOC-SP) – Duas orações abaixo têm sujeito indeterminado. Assinale-as:
I. Projetavam-se avenidas largas.
II. Há alguém esperando você.
III. No meio das exclamações, ouviu-se um risinho de mofa.
IV. Falava-se muito sobre a possibilidade de escalar a montanha.
V. Até isso chegaram a dizer.
a) I e II
b) III e IV
c) IV e V
d) III e V
e) I e V

09. (UNIMAR-SP) – Nas orações a seguir:
I. As chuvas abundantes, pródigas, violentas, fortes anunciavam o verão.
II. Eu e você vamos juntos.
III. Vendeu-se a pá.
O sujeito é, respectivamente:
a) composto, simples, indeterminado
b) composto, composto, indeterminado
c) simples, simples, oculto
d) simples, composto, “a pá”
e) composto, simples, “a pá”

10. (MACK) – Assinale a alternativa em que nada funciona como sujeito.
a) Nada vi.
b) Nada quer.
c) Nada somos.
d) Nada me perturba.
e) N.d.a.

11. (FMPA-MG) – “Quando me procurar o desencanto, eu direi, sereno e confiante, que a vida não foi de todo inútil.”
O sujeito de procurar é:
a) indeterminado
b) eu (elíptico)
c) o desencanto
d) me
e) inexistente

12. (UFMA) – Há sujeito indeterminado em:
a) O pássaro voou assustado.
b) Surgiram reclamações contra o cruzado.
c) Ouvem-se vozes na sala vizinha.
d) Ali, rouba-se no atacado e no varejo.
e) Vendeu-a casa.

13. (FMC-SP) – Em relação a frase: “Precisa-se de trabalhadores”, indique a alternativa incorreta.
a) sujeito indeterminado.
b) “de trabalhadores” é objeto indireto.
c) “se” é índice de indeterminação do sujeito.
d) A frase é ativa de sujeito indeterminado.
e) A frase é passiva.

14. (FMU-SP) – Na oração: “Mas uma diferença houve”, o sujeito é:
a) agente.
b) indeterminado.
c) paciente.
d) inexistente.
e) oculto.

15. (UEMA) – Em qual das alternativas existe oração sem sujeito?
a) Houveram-se bem nos estudos.
b) Havia sido aprovado com distinção.
c) Fazia móveis em casa.
d) Bateu quatro horas o relógio.
e) Fazia horas que procuravam uma sombra.

16. (UNIRIO) – Assinale a frase cujo sujeito se classifica do mesmo modo que o da frase “Faz muito calor no Rio o ano inteiro.”
a) Devia haver mais interesse pela boa formação profissional.
b) Falaram muito mal dos estimuladores de conflitos.
c) Vive-se bem no clima de montanha.
d) Almejamos dias melhores.
e) Haviam chegado cedo todos os candidatos.


17. (FAAP-SP) –
“Triste ironia atroz que o senso humano irrita:
Ele que doira a noite e ilumina a cidade...”
O sujeito do verbo irritar é:
a) ironia
b) que(ironia)
c) senso humano
d) ele(senso humano)
e) indeterminado

18. (FESP) – Em “Retira-te, criatura ávida de vingança!”, o sujeito é:
a) te
b) inexistente
c) oculto determinado
d) criatura
e) n.d.a.


GABARITO

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

De olho no meio ambiente





Leitura e interpretação de texto


Texto para as questões de 1 a 5.

DE OLHO NO MEIO AMBIENTE
Você toma banho, viaja, compra coisas, come, vai à escola e faz as mesmas coisas que quase todo mundo faz. E a gente pode não perceber, mas todas essas ações causam impacto na natureza.
Faz pouco tempo que a humanidade começou a se preocupar com isso. Antigamente, as pessoas não tinham consciência de que suas ações afetavam a vida de outros seres. A população era bem menor, e o modo de vida era muito diferente.
Assim, usar madeira de uma árvore para fazer uma casa não seria um problema. Mas, para erguer uma cidade, uma floresta inteira poderia ser destruída, mudando a vida de muitos seres. Além disso, com uma população maior, há mais interferência no ambiente para ter plantações, ruas, indústrias e fontes de energia.
Graças aos avanços da ciência, pouco a pouco o homem foi percebendo que causava desequilíbrio no ambiente e descobrindo quanto isso era grave.
Preocupado, em 1866, o alemão Ernst Haeckel criou um termo para definir uma ciência que estava surgindo: a ecologia, que estuda a relação dos seres vivos com o meio ambiente.
Mas foi só no século 20 que o assunto passou a ser mais discutido. Em 5 de junho de 1972, foi realizada a primeira Conferência Mundial sobre Meio Ambiente para destacar a importância de proteger a natureza e melhorar as condições de vida do planeta. A data foi escolhida como Dia Mundial do Meio Ambiente. Hoje, todos sabem que é importante preservar a natureza, e a data serve para lembrar que devemos pensar sobre o problema.
A cada ano, nascem 77 milhões de pessoas. É mais gente consumindo produtos e recursos naturais. Aí, as indústrias produzem mais, muitas poluem o ar, as águas e o solo. Lixo, contaminação dos mares e poluição do ar e do solo não são ruins só para os humanos. Se outros seres vivos ficam sem alimento ou casa, podem desaparecer, piorando o desequilíbrio ecológico.
Além de tentar recuperar o que foi destruído, temos de encontrar soluções para que as pessoas vivam bem sem prejudicar a natureza.
Hoje, há cerca de 6,5 bilhões de pessoas na Terra. Calcula-se que, em 2050, sejam mais de 9 bilhões. Se toda essa turma ajudar, a Terra poderá se tornar um lugar melhor para os habitantes de todas as espécies.
(Revista Recreio, maio de 2012. p. 24. Adaptado.)

1.       As vírgulas presentes no segmento “Você toma banho, viaja, compra coisas, come, vai à escola...” servem para


a) indicar que uma palavra foi suprimida.
b) isolar palavras repetidas de um texto.
c)mostrar que o pensamento terminou.
d) separar palavras que enumeram ações.
e) introduzir uma explicação.


2.        
No trecho “Faz pouco tempo que a humanidade começou a se preocupar com isso”, a palavra em destaque refere-se ao trecho


a) “... essas ações causam impacto na natureza.”
b) “... há cerca de 6,5 bilhões de pessoas na Terra.”
c) “... faz as mesmas coisas que quase todo mundo faz.”
d) “... usar madeira de uma árvore para fazer uma casa...”
e) “A data foi escolhida como Dia Mundial do Meio Ambiente.”



3.       O autor do texto “De olho no meio ambiente” afirma que, por alguma razão, o homem tomou consciência de que suas ações prejudicavam a natureza.
A frase que aponta essa razão é

a) “Mas foi só no século 20 que o assunto passou a ser mais discutido.”
b) “Antigamente, as pessoas não tinham consciência de que suas ações afetavam a vida de
outros seres.”
c) “Hoje, todos sabem que é importante preservar a natureza, e a data serve para lembrar que
devemos pensar sobre o problema.”
d) “Além disso, com uma população maior, há mais interferência no ambiente para ter plantações, ruas, indústrias e fontes de energia.”
e) “Graças aos avanços da ciência, pouco a pouco o homem foi percebendo que causava desequilíbrio no ambiente e descobrindo quanto isso era grave.”

4.
No trecho “Além disso, com uma população maior, há mais interferência no ambiente para ter plantações, ruas, indústrias e fontes de energia.”, a expressão em destaque tem a função de
a) indicar uma causa.
b) acrescentar uma ideia.
c) corrigir uma informação.
d) excluir um trecho sem sentido.
e) explicar a importância de algo.

5.
Em “Graças aos avanços da ciência, pouco a pouco o homem foi percebendo que causava desequilíbrio no ambiente...”, a expressão destacada exprime circunstância de


a)modo.       b) dúvida.     c) tempo.            d)afirmação.         e)negação.

Gabarito

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

EXERCÍCIOS DE REVISÃO 9o. ano



ORAÇÕES SUBORDINADAS

Orações adverbiais
1. Classifique as orações destacadas de acordo com o valor expresso pelas conjunções do quadro

 Condição / Comparação /  tempo / finalidade/ Causa/ proporção/ conformidade      concessão


“Desde que acordara, nessa manhã, uma inquietação surda recomeçava a pesar-me na alma. “(Eça de Queirós)
 Muitos candidatos fazem promessas irrealizáveis, a fim de obter o voto dos eleitores mais ingênuos e desinformados.
 Viajaremos para a praia no dia 20 e, caso o tempo esteja bom,, ficaremos até o final do mês.
 Os olhos do sertanejo iam ficando mais tristes, à medida que a água açude ia minguando com a longa estiagem.
A inflação deste mês foi menor que a do mês passado, como já haviam previsto os analistas econômicos.
Já que a decisão foi tomada, podemos encerrar a reunião.
Ele seria incapaz de nos criticar, ainda que estivéssemos errados.
 “Meu Deus, a vida dessa gente é só comer. Sempre volto pra casa com um monte de quilos a mais, mesmo andando a cavalo  e correndo atrás dos gansos, depois tenho de enfrentar regime duro.” (Duílio Gomes)
Você conseguirá entender o texto desde que o leia com muita atenção

 2.     Classifique as orações subordinadas.

"Os homens sempre se esquecem de que somos todos mortais."

Estou seguro de que a sabedoria dos legisladores saberá
encontrar meios para realizar semelhante medida."

"Tanto eu como Pascoal tínhamos medo de que o patrão topasse Pedro Barqueiro nas ruas da cidade."

 "Era preciso que ninguém desconfiasse do nosso conluio para prendermos o Pedro Barqueiro."

"Todavia, eu a ninguém escondo os sentimentos que ainda há pouco mostrei."

Este é o livro de que lhe falei.

 Parece que a prova não está difícil.

 3.   Classifique as conjunções em destaque:
  I. Somente duas equipes se classificarão, como prevê o regulamento.
  II. Como havia faltado às aulas, não sabia que a prova fora adiada.
 III. Ele me olha como um gato( me olha)

4. Suponha que a respeito de uma crise em um clube de futebol, dois jornais publiquem o seguinte:
JORNAL A
Os jogadores que foram criticados pelo técnico pretendem sair do clube.
JORNAL B
Os jogadores, que foram criticados pelo técnico, pretendem sair do clube.
Destaque a alternativa incorreta:
a. O jornal A faz uso de uma oração adjetiva restritiva
b. O jornal B informa que nem todos os jogadores foram criticados pelo técnico.
c. O jornal B faz uso de uma oração adjetiva explicativa
d. O jornal B informa que todos os jogadores foram criticados pelo técnico.


EXERCÍCIOS - 8o. ano




EXERCÍCIOS - FUNÇÕES DA LINGUAGEM E VOZES VERBAIS



EXERCÍCIOS - FUNÇÕES DA LINGUAGEM E VOZES VERBAIS 

Questões
01. Reconheça nos textos a seguir, as funções da linguagem:
a) "O risco maior que as instituições republicanas hoje correm não é o de se romperem, ou serem rompidas, mas o de não funcionarem e de desmoralizarem de vez, paralisadas pela sem-vergonhice, pelo hábito covarde de acomodação e da complacência. Diante do povo, diante do mundo e diante de nós mesmos, o que é preciso agora é fazer funcionar corajosamente as instituições para lhes devolver a credibilidade desgastada. O que é preciso (e já não há como voltar atrás sem avacalhar e emporcalhar ainda mais o conceito que o Brasil faz de si mesmo) é apurar tudo o que houver a ser apurado, doa a quem doer." (O Estado de São Paulo)

b) O verbo infinitivo



     Ser criado, gerar-se, transformar
     O amor em carne e a carne em amor; nascer
     Respirar, e chorar, e adormecer
     E se nutrir para poder chorar

     Para poder nutrir-se; e despertar
     Um dia à luz e ver, ao mundo e ouvir
     E começar a amar e então ouvir
     E então sorrir para poder chorar.

     E crescer, e saber, e ser, e haver
     E perder, e sofrer, e ter horror
     De ser e amar, e se sentir maldito

     E esquecer tudo ao vir um novo amor
     E viver esse amor até morrer
     E ir conjugar o verbo no infinito... (Vinícius de Morais)


 
c) " - Que coisa, né?
       - É. Puxa vida!

d) "Fique afinado com seu tempo. Mude para Col. Ultra Lights."

e) " - Que quer dizer pitosga?
       - Pitosga significa míope.
       - E o que é míope?
       - Míope é o que vê pouco."

2) A biosfera, que reúne todos os ambientes onde se desenvolvem os seres vivos, se divide em unidades menores chamadas ecossistemas, que podem ser uma floresta, um deserto e até um lago. Um ecossistema tem múltiplos mecanismos que regulam o número de organismos dentro dele, controlando sua reprodução, crescimento e migrações.
(DUARTE, M.
O guia dos curiosos. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.)

No texto predomina a função da linguagem
A) emotiva, porque o autor expressa seu sentimento em relação à ecologia.
B) fática, porque o texto testa o funcionamento do canal de comunicação.
C) poética, porque o texto chama a atenção para os recursos de linguagem.
D) conativa, porque o texto procura orientar comportamentos do leitor.
E) referencial, porque o texto trata de noções e informações conceituais.

03. Descubra, nos textos a seguir, as funções de linguagem:
a) "Se um dia você for embora
      Ria se teu coração pedir
      Chore se teu coração mandar." (Danilo Caymmi & Ana Terra)

b)"Olá, como vai?
      Eu vou indo e você, tudo bem?
      Tudo bem, eu vou indo em pegar um lugar no futuro e você?
      Tudo bem, eu vou indo em busca de um sono tranqüilo..." (Paulinho da Viola)
  


4. Identifique os verbos das frases a seguir e a voz (ativa, passiva ou medial reflexiva ou recíproca) em que eles se encontram.

a) O vento agitava as águas do lago. 
____________________________________________________________________________
b) Os votos foram dados pelos deputados.
____________________________________________________________________________
c) Eliana não se sentia bem.
____________________________________________________________________________
d) Após uma longa disputa, abraçaram-se comovidos.
____________________________________________________________________________

5. Dados os verbos, elabore uma frase  para cada verbo, empregando-o no modo imperativo afirmativo ( na 2ª pessoa do singular e depois na 3ª. Pessoa do singular). 

a) fazer

b) comprar

c) pedir

6. Explique a diferença entre as frases a seguir:


a) Não se deve falar mal dos outros.
   Não fale mal dos outros.

b)É bom acreditar que tudo vai dar certo.
   Acredite que tudo vai dar certo.

c) Não é bom envolver-se em confusão.
    Não se envolva em confusão.






Junto e separado

Junto e separado O som pode ser o mesmo, mas a grafia e o significado são diferentes. Confira! 1.Porquanto Não me separo de você porqu...